quinta-feira, 15 de abril de 2010


AI QUEM ME DERA...
Guida Linhares

Ai quem me dera
recolher as estrelas,
casulo de quimeras
e sorrir ao vê-las

Ai quem me dera
passear nos campos
recolher as flores
ver mil pirilampos

Ai quem me dera
ter varinha mágica
evitar que a vida
não termine trágica

Ai quem me dera
ver notícias boas
que a felicidade
chega nas pessoas

Ai quem me dera
que todos vivessem
com tranquilidade
e sonhar pudessem

Ai quem me dera
que todos os sonhos
não fossem só quimeras
em carrosséis tristonhos

Ai quem me dera
que toda criança
recebesse o tudo
além da esperança

Ai quem me dera
o amor vicejando
em todas os lares
famílias se amando

Ai quem me dera
não ver nas ruas
molambos ambulantes
com suas almas nuas

Ai quem me dera
não sentir tristeza
a cada dia que passa
ao ver tanta baixeza

Ai quem me dera
que as consciências
despertassem o homem
de suas inconsequências

Ai quem me dera
que este tempo e espaço
não fosse só uma escola
pra acertar o passo

Ai quem me dera
não fosse utopia
que a paz reinasse,
no mundo em harmonia

Ai quem me dera
recolher estrelas
colocar ao colo
e sorrir ao vê-las

Santos/SP/Brasil
02/03/07

4 comentários:

serpai disse...

Siempre me es gratificante recorrer el mundo de los blogs… y encontrar algunos como el tuyo. También tengo la esperanza que alguna vez pueda verte por el mío, que también se escribe en portugués, sería como compartir esta pasión por escribir que une a tantas personas y en tantos lugares...

Sergio

Alma Inquieta disse...

Olá Guida!

Que lindo!

Parabéns!

Junto-me a ti, porque também...
"Ai quem me dera
não fosse utopia
que a paz reinasse,
no mundo em harmonia..."

Um beijo e bom domingo.

Anônimo disse...

Ai quem me dera
recolher as estrelas,
casulo de quimeras
e sorrir ao vê-las

YE AMOOOOOOOOOOO BJS

luciacasaes disse...

Linda! 🎇🎇🎇🎇🎇